FAMÍLIA BOLSONARO ATACA IMPRENSA: ENTENDA

Mesmo antes de chegar a presidência, sempre foi perceptível que um dos passatempos preferidos do presidente Bolsonaro e seus filhos é atacar a imprensa.

Só no período entre 1º de janeiro de 2021 e 5 de maio de 2022, a Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo analisou 14.918 tweets e retweets feitos pelo presidente e seus filhos e destacou que neste período eles somaram ao todo 801 ataques a jornalistas e/ou à Imprensa. São quase 2 ataques por dia.

Em 2021, pela primeira vez em 20 anos, o Brasil foi colocado pela ONG Repórteres sem Fronteiras na zona vermelha de seu ranking sobre liberdade de expressão. E desde o início da gestão Bolsonaro, o país já perdeu 10 posições.

Falar sobre isso é urgente, então vem #DáUmReload que a gente descomplica a notícia para você.

⚠️[ERRATA]

Ops… O meme da Nazaré confusa nunca foi tão real. Erramos no cálculo sobre a média de ataques diários a jornalistas e/ou à imprensa por parte do presidente Bolsonaro e dos seus filhos. Não são quase 3 por dia como dissemos. A conta exata é 1,6, ou seja, quase 2 ataques por dia. Erramos ao dividir o número de ataques (801) por 365 e não pelo período total do relatório (1º de janeiro de 2021 a 5 de maio de 2022). Outro erro foi na pronúncia do nome da jornalista Juliana Dal Piva. Pedimos desculpas por isso e contamos com a compreensão de vocês.

Equipe Reload.

Reportagens;
MarcoZero

Família Bolsonaro provocou 801 ataques à imprensa no Twitter, constata pesquisa da Abraji

Projeto Colabora

Autoridades potencializam ataques misóginos e racistas contra jornalistas nas redes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.