BRASIL CAPACITISTA E A VIOLÊNCIA DO ESTADO

O Atlas da Violência registrou, em 2019, 7.613 casos de violência contra pessoas com deficiência (PDCs) no Brasil. De acordo com Marcelo Zig, filósofo e fundador do Quilombo PCD, coletivo formado por pessoas negras com deficiência, que foi ouvido pela @Ponte Jornalismo, esse número horrível provavelmente não corresponde à realidade. Ela é muito pior.

Em 2021, de acordo com apurações da Ponte, por exemplo, dois jovens com deficiência, foram mortos por causa da violência e despreparo da polícia em abordagens. Renata Jullioti, consultora da Inclusive Agency e também ouvda pela Ponte, acredita que uma das primeiras áreas que deve tomar a iniciativa de mudar padrões e levantar a questão do capacitismo é a segurança pública, já que o capacitismo é só mais uma das discriminações que existem na corporação.

#DêUmReload e compartilhe esse vídeo!

Para saber mais, leia: https://ponte.org/o-capacitismo-e-uma-das-discriminacoes-da-policia-como-genero-e-raca/

#InclusiveAgency #PCD #SegurançaPública

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.